segunda-feira, 16 de agosto de 2010

O Período Democrático (1946-1964)

   A pressão oposicionista sobre Getúlio Vargas se fortaleceria com a entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial, apoiando os Aliados. As manobras políticas de Getúlio não seriam suficientes para mantê-lo no poder e, em outubro de 1945, ele renunciaria. Em 1946 assumiria a presidência o general Eurico Gaspar Dutra, eleito por sufrágio universal.

  • Constituição de 1946: A Constituição brasileira, promulgada em 18 de setembro de 1946, era francamente liberal democrática. Do seu conteúdo principal, podemos destacar tópicos como: voto secreto e universal para os maiores de 18 anos, excetuando-se os analfabetos, cabos e soldados; direito à liberdade de pensamento e expressão; direito de greve assegurado aos trabalhadores, etc.
  • Governo Dutra: O Governo do general Eurico Gaspar Dutra (1946-1951) foi bastante influenciado pela conjuntura internacional do pós-guerra e o advento da "Guerra Fria". Aliando-se aos EUA, o Governo Dutra rompeu relações diplomáticas com a URSS e extinguiu o Partido Comunista Brasileiro. Durante esse Governo, foi criado o Plano SALTE (Saúde, Alimentação, Transporte e Energia).
  • Governo de Getúlio Vargas: Concorrendo para as eleições presidenciais, Vargas foi eleito com esmagadora maioria de votos. Assumindo o poder, foi apagando a imagem de ditador do Estado Novo e construindo em seu lugar a figura de um estadista democrata. Nesta fase (1951-1954), Vargas empenhou-se em realizar um Governo de caráter nacionalista (criou a PETROBRAS). Suas medidas governamentais provocaram violenta reação da alta burguesia, que o acusava de pretender implantar no Brasil uma República Sindicalista. Na verdade, sua política de aproximação com a classe trabalhadora preocupava a oposição, que se utilizou do crime ocorrido em 5 de agosto de 1954 para exigir sua renúncia. A crise terminou em 24 de agosto de 1954, data em que Getúlio Vargas suicidou-se.
  • Governo de Juscelino Kubitschek: O Governo de Juscelino Kubitschek de Oliveria (1956-1961) foi marcado por diversas realizações desenvolvimentistas, que estavam previstas no Plano de Metas: a construção de Brasília, a instalação da primeira fábrica de automóveis, a abertura de rodovias, etc. Este Governo permitiu a penetração do capital estrangeiro para financiar o desenvolvimento econômico e industrial pretendido. As consequências desse processo foram: aumento de nossas dívidas externas; crescente dominação de nosso mercado interno pelas empresas multinacionais.
  • Governo de Jânio Quadros: O Governo de Jânio da Silva Quadros (1961) teve curta duração. Contou, a princípio, com o apoio das classes dominantes, na medida em que combatia, internamente, o comunismo. Mas a oposição direitista logo se revoltou contra sua política externa independente. A revolta da oposição teve seu ponto culminante quando Jânio Quadros condecorou "Che" Guever, Ministro da Economia de Cuba, com a mais importante comenda brasileira. Pressionado, Jânio renunciou ao poder em 25 de agosto de 1961.
  • Governo de João Goulart: Após a renúncia de Jânio o poder foi entregue ao vice-Presidente João Goulart (1961-1964) que, a princípio, governou o País sob o regime parlamentarista. Goulart enfrentou forte oposição dos grupos de direita, que acusavam-no de possuir um programa político "comunista". A oposição tornou-se mais radical quando o Governo de Jango divulgou as Reformas de Base (que defendiam a reforma agrária do País). Em 31 de março de 1964, eclodiu um movimento militar que derrubou o Presidente João Goulart.


CRONOLOGIA

1946- É promulgada a quarta Constituição da República.
Início do Governo Dutra.
1945- Fim da Segunda Guerra Mundial. Os anos do pós-guerra são marcados por hostilidades entre EUA e URSS que caracterizam a "Guerra Fria".
1947- O Governo Dutra decreta a extinção do Partido Comunista  Brasileiro.
1951- Getúlio Vargas é eleito Presidente da República.
1953- O Governo Vargas cria a PETROBRAS.
1954- O Governo concede aumento de 100% aos assalariados.
Em 24 de agosto, Vargas suicida-se.
1955- Juscelino Kubitschek é eleito Presidente da República.
1956- O Governo Juscelino, com base em seu Plano de Metas, empreende diversas realizações desenvolvimentistas.
1960- Inauguração de Brasília.
Jânio Quadros é eleito Presidente da República.
1961- Jânio Quadros realiza um curto período de Governo.
Renuncia à Presidência em 25 de agosto de 1961.
O Vice-Presidente João Goulart assume a Presidência.
1963- Um plebiscito popular revela a preferência dos brasileiros pela volta do regime presidencialista.
1964- Um golpe militar derruba João Goulart da Presidência da República.



Dutra

GUERRA FRIA:








    ........................


    Vargas cria a Petrobras



    Juscelino Kubitschek é eleito presidente do BRASIL



    Memorial JK localizado em Brasília-DF






    1960 - Inauguração de BRASÍLIA





    ESPLANADA DOS MINISTÉRIOS, Brasília-DF



    Jânio Quadros




    João Goulart




    Opções de filmes sobre o capítulo estudado:

    












      SUGESTÕES DE LIVROS:
      • SIKDMORE, Thomas. Brasil: de Getúlio a Castello Branco (1930-1964).
      • VALE, Osvaldo Trigueiro do. O general Dutra e a redemocratização do 45.
      • BEIGUELMAN, Paula. "O processo político-partidário brasileiro de 1945 ao plebiscito".

        14 comentários:

        1. Respostas
          1. ficou otimo, maravilhoso!! Concordo 100%%!!

            Excluir
        2. bem que podia fazer isso ai de todos os anos

          ResponderExcluir
        3. bem que podia fazer isso ai de todos os anos

          ResponderExcluir
        4. To emocionada sobre o quanto isso me ajudou :')

          ResponderExcluir
        5. Vejo que gosta de história e que se interessa pelo assunto sobre Constituição Federal, então não deixe de ler esta matéria e criticá-la, pois a troca de conhecimento é sempre vantajosa. Obrigado pela atenção e boa leitura!
          http://valdecyalves.blogspot.com.br/2015/10/a-constituicao-federal-completa-hoje.html

          ResponderExcluir
        6. Muito bomm...esta me ajudando e muito nos meus estudos...

          ResponderExcluir
        7. Muito bomm...esta me ajudando e muito nos meus estudos...

          ResponderExcluir
        8. nossa me ajudou muuito, obrigada!

          ResponderExcluir
        9. muito bem detalhado de forma bem didática esse período democrático brasileiro. nos mostra de forma clara que sempre houve, um interesse muito grande das elites em não aceitar a vontade popular.

          ResponderExcluir